Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Familia, prós e coisas boas

por thathys, em 12.07.17

0e9b4b5acb57e8cd06f9c79dc3a8856b--heart-broken-bro

Há dias que a minha paciência é nula...

 

Há dias que me magoam e rasgam este coração que por já si anda bem doente.

 

Há dias que me dizem coisas que me deixam tão mas tão triste que fico a remoer a minha vida.

Há dias que só me apetece desaparecer e ficar numa núvem.

E há dias que só me apetece GRITAR, GRITAR E GRITAR...

E não tenho quem me entenda...

Quem me oiça...

Quem me abrace...

Por isso como é que me colo tudo e volto a ser quem era? 

publicado às 11:37

O meu macaco chico

por thathys, em 08.02.17

IMG_20170101_135847_resized_20170208_105733623.jpg

Depois de muito pensar... Cheguei há conclusão se tantos falam dos seus filhos, porque não falar do meu!

 

O meu filhote já tem 6 anos! 

 

E já está na primária! E tem dificuldades na leitura! E tem muitos trabalhos!

 

Mas é um puto engraçado e feliz! Tem os seus dias terriveis e tem os seus dias maravilhosos!

 

É muito mimoso e adora dar beijinhos!

E porque é que eu não quero que ele cresça? Podiam me explicar?

 

publicado às 10:56

Teste antes de ter filhos!

por thathys, em 20.11.12
Antes de ter filhos faça os testes mencionados infra:

Teste 1: Preparação
Mulheres: preparação para a gravidez:
1. Vista um roupão e coloque um saco de feijões à frente.
2. Deixe ficar.
3. Passados 9 meses retire 15% dos feijões à frente.
Homens: preparação para os filhos:
1. Vá à farmácia, esvazie o conteúdo da sua carteira no balcão e diga ao farmacêutico para fazer o que quiser com o dinheiro.
2. Vá ao supermercado e combine uma fora de o seu salário ser pago directamente para a conta bancária deles.
3. Vá para casa. Pegue no jornal e leia-o pela última vez.

Teste 2: Conhecimento
Escolha um casal que já tenha filhos e critique-os sobre os seus métodos de disciplina, falta de paciência, níveis baixíssimos de tolerância e sobre como permitem que os filhos corram como selvagens.
Sugira formas para melhorarem os hábitos de sono dos filhos, treino do bacio, maneiras à mesa e comportamento em geral.
Aproveite. Será a última vez na sua vida em que terá todas as respostas.

Teste 3: Noites
Para descobrir como serão as suas noites:
1. Passeie pela sala de estar entre as 17h e as 22h carregando um volume com cerca de 4 a 6 kg, com o rádio mal sintonizado (ou outro som insuportável) bem alto.
2. Às 22h pouse o saco, ponha o alarme para a meia noite e volte a dormir.
3. Levante-se às 23h e ande com o saco na sala de estar até à 1h da manhã.
4. Ponha o alarme para as 3 da manhã.
5. Como não consegue voltar a adormecer, levante-se às 2h da manhã e faça uma chávena de chá.Deite-se às 2h45.
7. Levante-se novamente às 3h, quando o alarme tocar.
8. Cante no escuro até às 4h.
9. Ponha o alarme para as 5h da manhã. Levante-se quando tocar.
10. Faça o pequeno almoço.
Mantenha esta rotina durante 5 anos. Aparente estar cheia/o de energia!

Teste 4: Vestir crianças pequenas
1. Compre um polvo vivo e um saco de atilhos.
2. Tente colocar o polvo dentro do saco de forma a que não saiam braços
3. Complete esta tarefa em 5 minutos.

Teste 5: Carros
1. Esqueça o BMW. Compre uma carrinha de 5 portas.
2. Compre um cone de gelado de chocolate e coloque-o no porta-luvas. Deixe-o lá ficar.
3. Pegue numa moeda e coloque-a no Leitor de CDs.
4. Pegue numa embalagem de bolachas de chocolate e esmague-as no banco de trás.
5. Passe um ancinho ao longo dos dois lados do carro.

Teste 6: Passeio a pé
1. Espere.
2. Vá para a porta da frente.
3. Volte atrás.
4. Saia.
5. Volte para dentro novamente.
6. Saia novamente.
7. Desça as escadas.
8. Volte a subir as escadas.
9. Volte a descer.
10. Ande 5 minutos muito devagar.
11. Pare, inspeccione bem à volta e faça pelo menos 6 perguntas sobre cada pastilha elástica usada, papel sujo ou insecto morto que encontrar no caminho.
12. Retrace os seus passos.
13. Grite que já aguentou tudo o que podia até que os vizinhos venham cá fora ver.
14. Desista e volte para casa.
Agora está preparada para levar uma criança pequena a passear.

Teste 7: Conversas com crianças
Repita tudo o que diz pelo menos 5 vezes.

Teste 8: Compras
1. Vá ao supermercado. Leve consigo o mais parecido com uma criança em idade pré-escolar que encontrar – uma cabra adulta, por exemplo. Se tenciona ter vários filhos, leve mais do que uma cabra.
2. Faça as compras da semana sem perder a(s) cabra(s) de vista.
3. Pague tudo o que a(s) cabra(s) comerem ou destruírem. Só deverá considerar ter filhos depois de conseguir fazer isto facilmente.

Teste 9: alimentar um bebé de 1 ano
1. Esvazie um melão.
2. Faça um buraco pequeno de lado.
3. Pendure o melão no tecto e balance-o.
4. Pegue numa taça de cornflakes ensopados em leite e tente enfiá-los à colherada no melão irrequieto, enquanto finge que é um avião.
5. Continue até que metade dos cornflakes desapareça.
6. Cole o que restar no seu colo, certificando-se de que uma grande parte cai no chão.

Teste 10: TV
1. Aprenda os nomes de todos os personagens dos Wiggles, Barney, Teletubbies e Disney, Gormitis, Scan2Go, Super Heróis, Winx, Barbies, Pequenos póneis, Kilari....etc).
2. Veja apenas isso na Televisão durante pelo menos 5 anos.

Teste 11: Desarrumação
Consegue aguentar a desarrumação das crianças? Descubra se sim ou não.
1. Espalhe manteiga no sofá e compota nas cortinas.
2. Esconda um peixe por trás da aparelhagem e deixe-o lá o verão inteiro.
3. Enfie os dedos na terra dos vasos e a seguir esfregue-os nas paredes.
4. Esvazie todas as gavetas, prateleiras e caixas da casa para o chão e siga para o passo
5. Aleatoriamente, leve objectos de uma sala para a outra e deixe-os lá.

Teste 12: Viagens longas com crianças
1. Faça uma gravação de alguém a repetir bem alto “Mãe”/”Pai”. Importante: não deve deixar mais de 4 segundos de intervalo entre cada “Mãe”/”Pai”. Inclua ocasionalmente um crescendo na voz até um nível supersónico.
2. Ponha esta gravação a tocar no carro, sempre que for a algum lado, nos próximos 4 anos e está preparado para fazer uma viagem longa com uma criança.

Teste 13: Conversas
1. Comece a falar com um adulto à escolha.
2. Peça a alguém para continuamente puxar a sua saia ou manga da camisa, enquanto toca a gravação “Mãe”/”Pai” referida acima. Está preparada para ter uma conversa com um adulto com uma criança na sala.

Teste 14: Preparar-se para o trabalho
1. Escolha um dia em que tenha uma reunião importante.
2. Vista o seu melhor fato de trabalho
3. Pegue numa chávena de natas e junte um copo de sumo de limão.
4. Mexa bem.
5. Entorne metade na sua saia.
6. Ensope uma toalha com o resto da mistura
7. Tente limpar a saia com essa toalha.
8. Não mude de roupa (não tem tempo).
9. Vá para o trabalho.

Já está pronta/o para ter filhos. Aproveite!! By Dalila Garrido!!


Retirado do Facebook

 


publicado às 14:33

Porque me apetece! Desafio coisas que gosto!

por thathys, em 20.10.11

 

 

 

Seguindo a Ideia da Pano para Mangas, da MILK, da Tarapatices , e da No lugar que chamo casa também decidi entrar no desafio de enumerar as coisas de que gosto.

E é verdade quando dizem que as coisas boas são as coisas bem simples!

Então aqui vai:

1. Gosto de rir, de rir muito, de rir  à gargalhada até sentir a barriga a doer...
2. Gosto de sentir borboletas na barriga
3. Gosto de cerejas e morangos!
4. Gosto de uma boa noitada!
5. Gosto de cantar
6. Gosto de dias de Verão cheios de sol e sem vento!
7. Gosto de ouvir a trovoada e estar enrolada no edredon...
8. Gosto de uma jantarada em casa com bons amigos e boas conversas
9. Gosto de ver boas series e bons filmes
10. Gosto de um xi-coração e de uma beijo lambuzado do meu filho
11. Gosto do cheirinho do meu filho
12. Gosto de dormir!
13. Gosto de ver o meu filho a dormir!
14. Gosto do cheiro que inunda a casa quando faço o jantar ou uma sobremesa!
15. Gosto de ter a casa à luz de velas
16. Gosto dos dias de Verão em que tenho a minha familia toda reunida!
17. Gosto de pintar as unhas de todas as cores
18. Gosto de ler coisas boas, positivas ou que me façam rir!
19. Gosto de passar um serão a fazer as minhas coisas em crochet!

 

E vocês? Do que é que mais gostam?

publicado às 10:34

10 meses!!!!

por thathys, em 16.08.11

 

 

 

 

 

 

Tirado daqui...

 

Mais ágil

Aos 10 meses, os bebês geralmente engatinham bem, apoiando-se nas mãos e joelhos e com o tronco paralelo ao chão. Muitas crianças até já engatinham antes disso, mas aprimoram os movimentos nesta fase. Seu filho também já senta com firmeza e é capaz de andar segurando-se em móveis, possivelmente soltando as mãos por alguns segundo e ficando de pé sozinho. ( Poacaso faz isso tudo e até nem quer ajuda! Só anda apoiado aos móveis e sofá, agora se a mãe ou alguém o quer ajudar a andar recusa-se e senta-se!)

Uma vez que consiga se equilibrar por conta própria, o bebê vai usar outros objetos para se apoiar, vai encontrar formas de escalar móveis e até de subir escadas. Ele dará uns passinhos meio incertos quando você o colocar em posição para andar e, muitas vezes, tentará pegar um brinquedinho. Os primeiros passos de fato rumo à independência -- e ao fim daqueles longos momentos no carrinho -- vão surpreender você a qualquer minuto. ( Já subiu um degrau na casa da avó!!!!)

Uso dos dedos da mão

Os dedos da mão do bebê estão mais habilidosos. Ele consegue pegar um pequeno objeto entre os dedos polegar e indicador ou médio sem ter que apoiar o punho em uma superfície (e, agora que seu filho já está comendo alimentos sólidos, prepare-se para muita sujeira no chão).

Qualquer coisa bem pequena é intrigante e vai parar na boca. Não há nenhum problema com isso, desde que tais "achados" sejam comestíveis e não tão pequenos que possam fazer a criança engasgar. ( Pega em tudo o que aparece há frente dos olhos, inspeciona com os dedos indicadores e depois lá vai para a boca!)

Personalidade que se revela

O temperamento começa a desabrochar. Algumas crianças são bem sociáveis e distribuem sorrisos para todo mundo; outras já são mais reticentes e escondem o rosto quando algum desconhecido se aproxima. O bebê repete sons, faz gestos para chamar a sua atenção e até dá tchau quando vê você na porta. Ele também está desenvolvendo seus próprios gostos, algo que você vai notar quando ouvir protestos por colocá-lo na cadeirinha do carro ou no carrinho -- ele pode até arquear as costas, tornando a tarefa quase uma missão impossível para você.
(É desconfiado, só depois de "medir" a pessoa é capaz de sorrir e até brincar! Repete sons diz olá mas não percebe o significado da palavra... Já diz mama, iá e muito diz aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa lol)

Lidando com os medos do bebê

Certamente, o seu bebê terá medo de coisas que não consegue entender ou até de circunstâncias que não o incomodavam antes, como o barulho da campainha ou do telefone. Quando isso acontecer, o melhor a fazer é confortá-lo e explicar o que é aquilo que o assustou. (Por acaso só se assusta com sons muito altos tal como gritos de golo ou coisa assim parecida)

Tagarela

Neste momento, em que os bebês entendem palavras e frases simples, é importantíssimo conversar muito com eles. Um bom estímulo é repetir as palavras do seu filho com linguagem adulta. Por exemplo, se ele pedir "mamá", você sutilmente ensina a palavra correta perguntando de volta: "Você quer a mamadeira?".

Agora é aconselhável evitar a fala infantilizada, já que, apesar de ser gostoso falar assim, é melhor para o desenvolvimento da criança ouvir a maneira certa de se dizer as coisas.

Por vezes pode parecer meio bobo, mas a conversa com uma criança dessa idade ajuda a aprimorar a linguagem. Quando seu filho soltar uma daquelas frases absolutamente ininteligíveis, simplesmente responda com um "não me diga" ou "é verdade?". Ele provavelmente vai sorrir e continuar a falar. Em pouco tempo, você vai perceber que entende algumas palavras, assim como outras formas de comunicação, como apontar e resmungar.

Outra coisa que vale a pena é descrever passo a passo o que você está fazendo, seja na cozinha, no computador ou na hora de vesti-lo. Ao trocar seu filho para passear, explique: "Vou te colocar no carrinho. Agora vou pôr o cinto. Pronto. Vamos passear". Aproveite também para cantar e demonstrar como palavras e gestos combinam (como por exemplo dizendo tchau e acenando ao mesmo tempo). Assim ele passa a absorver palavras-chave e frases recorrentes.

Em breve, o bebê vai começar a ligar as coisas. Quando alguém bater palmas, ele baterá também, e poderá dizer "ma-ma" ao olhar para a mãe ou para a mamadeira e "pa-pa" ao avistar o pai ou a comida. As mesmas palavras, aliás, terão múltiplas funções e, aos poucos, você vai aprender o que elas querem dizer para o seu filho.
(Perceber já percebe muito bem a palavra "não" de resto tenho feito como diz aqui em cima mas sem lá muitos resultados)

Será que o desenvolvimento do meu filho é normal?

Lembre-se, cada bebê é de um jeito e atinge certos marcos de desenvolvimento físico no seu próprio ritmo. O que apresentamos são apenas referências de etapas que seu filho tem potencial para alcançar -- se não agora, em pouco tempo.

Caso seu filho tenha nascido prematuro, é provável que você observe que ele leva um pouco mais de tempo para fazer as mesmas coisas que outras crianças de idade similar. Não se preocupe, a maioria dos médicos avalia o desenvolvimento de um prematuro conforme a idade corrigida e acompanha seu progresso levando isso em conta.

 

( Já veste roupa 12-18 meses, os sapatos anda pelo número 20, come que se farta e até agora só não gosta de banana! Vai-se lá saber porquê!)

publicado às 14:43

Simplesmente adorei!!!!

por thathys, em 22.07.11

 

 

 

 

 

Tirado daqui

 

 

 

 

 

 

 

 

You are superwoman.


Trust me I know it doesn’t always feel that way.


But listen…

 

You are a warrior without even trying.


You accomplish in one day what some people can’t get done in a week.


You incubated and birthed a human. {If not in your body, then certainly in your heart.}


^That alone attests to your awesome power.


You switch effortlessly between a plethora of contrasting roles.


businesswoman, home manager, accountant, master scheduler, cook and personal shopper…


and in the next minute- nurse, teacher, kisser of booboos and changer of diapers, comforter if all hurts


and let’s not forget, you are also wife, soulful wanderer, full of dreams and prayers- a woman.


You are amazing.


You are breathtakingly beautiful.


You are strong


and the essence of grace and courage.


You do early mornings and late nights.


Your uniform ranges from heels and drop-em-dead dress


to jeans and yoga pants


and you look stunning and at-home in both.


Every day you shape the future of our world


and love in a pure and unconditional way


that is beyond normal human capacity.


You are truly incredible.


{Don’t forget it.}

publicado às 15:58

9 meses!!!!

por thathys, em 19.07.11

 

 

 

 

 

Retirado daqui...

 

 

Quase andando 

O bebê está cada vez mais perto de andar de fato. Nesta etapa, ele consegue subir escadas engatinhando e se movimentar de pé apoiando-se em móveis. Há crianças de 9 meses que chegam a dar alguns passinhos, mas ainda com ajuda. O bebê também está aprendendo a dobrar os joelhos e a se sentar depois de já estar de pé (uma operação mais difícil do que se imagina!). (Gatinha, já se põe de pé apoiado a tudo que não se mexe e dá passos à bailarina!)

Uma maneira de ajudar seu filho nessas primeiras caminhadas é se posicionar na frente dele, a uma curta distância, com as mãos esticadas encostando nas dele, para que ande na sua direção. Outro bom exercício é usar um daqueles carrinhos em que a criança pode se apoiar e empurrar (fique de olho em modelos que sejam estáveis e tenham uma base de sustentação larga). 

Outro equipamento para esta fase é o andador, mas ele provoca polêmica entre os especialistas, pois boa parte deles o considera prejudicial para o desenvolvimento das pernas e dos pés. Se você decidir colocar seu bebê em um, limite o tempo e tome cuidado extra para prevenir acidentes, principalmente quando houver escadas e obstáculos no piso. O andador pode virar e causar ferimentos graves, em especial na cabeça. Não deixe de incentivar seu filho a treinar andar sem o andador. 

É indispensável que sua casa seja segura para crianças. Coloque travas em portas de armário que você não queira que sejam abertas, já que os bebês são automaticamente atraídos por esse tipo de coisa. 

Sapatos? Ainda não 

Muitos pais ficam na dúvida se é hora de pôr sapatos quando os bebês começam a ficar de pé e a se movimentar. A maioria dos especialistas acredita que os sapatos não são necessários até que seu filho esteja passeando na rua com frequência. Andar descalço é algo que não só fortalece o peito do pé e os músculos do pé e da perna do bebê (evitando o pé chato), como pode colaborar para o equilíbrio. ( Por acaso só tem 3 sandálias e uns ténnis, mas prontes, descalço ele fica!) 

Aprendendo na brincadeira 

O bebê já coloca objetos em uma caixa e consegue tirá-los de lá. Para que possa praticar isso, dê a ele um balde de plástico e alguns bloquinhos coloridos (que não sejam pequenos demais para não haver risco de serem engolidos). Nesta fase, as crianças adoram brinquedos com partes removíveis ou com compartimentos que abrem e fecham. Carrinhos que possam ser arrastados de um lado para o outro são divertidos tanto para meninos como para meninas. 

Você vai notar que, se tirar um brinquedo do seu filho, ele vai protestar, à medida que aumenta sua habilidade de expressar necessidades e desejo. 

Aos 9 meses, cerca de metade das crianças gosta de dar um brinquedo a outra pessoa só para pegá-lo de volta depois. Seja companheira nessas horas de diversão. Tente rolar uma bola no chão para o bebê e veja se ele joga de volta. Com peças que podem ser empilhadas, seu filho terá a opção de colocar uma em cima da outra ou de dar uma delas para você. 

Treino para ficar longe dos pais 

ansiedade de separação chega a um pico entre este período e os próximos meses. Embora seja normal que um bebê de 9 meses demonstre forte ligação com você e rejeição a outras pessoas, esse elo pode decepcionar avós e outros parentes. Ajude seu filho a se sentir mais confortável e espere que ele manifeste o interesse de ir no colo de alguém. 
Se o seu bebê chupa o dedo ou uma chupeta para se acalmar em situações mais estressantes, não se preocupe. A sucção é uma das únicas maneiras que os bebês conhecem para se tranquilizar. (Por acaso só faz depois de reparar que a mãe não anda por lá) 

Viagens 

Esta costuma ser uma idade difícil para se viajar com bebês. Crianças pequenas gostam de rotina, algo que tende a ser alterado durante viagens. Se for viajar, esteja preparada para um companheiro possivelmente irritado e, ao mesmo tempo, apegado. Tenha uma série de coisas para distraí-lo durante a jornada, como livrinhos, brinquedos que fazem barulho e, o mais importante, aquele famoso ursinho de pelúcia ou outro objeto de estimação. Se seu filho gosta de chupetas, é bom ter várias à mão, já que elas parecem sumir justo quando você mais precisa. (Ainda não pensamos em viajar, talvez para o ano que vem!) 

Compreensão da linguagem 

A enxurrada de palavras que o bebê ouve desde o nascimento começa a surtir efeito. Nesta etapa, o entendimento de longe supera a fala, embora os sons do seu filho cada vez mais se assemelhem a palavras de verdade, incluindo aquele esperado "ma-ma". Só não se anime demais, já que essas sílabas provavelmente são só mesmo sons repetidos. ( Vai de ooooolllllaaaa a ãe! =) )

O seu tom de voz ainda faz mais sentido para seu filho do que as palavras em si. Mas, quanto mais você conversar com ele - ao preparar o jantar, no carro ou enquanto se veste --, mais o bebê aprende sobre a dinâmica da comunicação. Um estudo chegou a apontar que um dos maiores fatores para se prever a inteligência futura é medir a quantas palavras uma criança é exposta diariamente. É óbvio que a conversa dos outros ou horas à frente da TV não contam. O que vale para seu filho é ouvir palavras e o uso da língua de forma interativa. 

Aos 9 meses, as crianças começam a entender o sentido do "não", só que dificilmente vão obedecer. Ao seu próprio nome, contudo, os bebês respondem sim, olhando em volta ou interrompendo o que estão fazendo para ver quem chamou. (Hás vezes nem preciso de dizer "não" é só dizer "Artur" de uma maneira que lá vem o raio do beicinho e o choro sem lágrimas! E já faz não com a cabeça e acha muita graça!)

Será que o desenvolvimento do meu filho é normal? 

Lembre-se, cada bebê é de um jeito e atinge certos marcos de desenvolvimento físico no seu próprio ritmo. O que apresentamos são apenas referências de etapas que seu filho tem potencial para alcançar -- se não agora, em pouco tempo. (Já veste roupa 12-18 e gosta de roupa larga, se pomos roupa um pouco mais pequena faz birra e fica chateado!)

Caso seu filho tenha nascido prematuro, é provável que você observe que ele leva um pouco mais de tempo para fazer as mesmas coisas que outras crianças de idade similar. Não se preocupe, a maioria dos médicos avalia o desenvolvimento de um prematuro conforme a idade corrigida e acompanha seu progresso levando isso em conta. 

Tags:

publicado às 12:44

E já vamos nos 6 meses!!!

por thathys, em 14.04.11

 

Explorando as mãos 

 

Com cerca de 6 meses (mas às vezes um pouco depois), o controle das mãos já se desenvolveu o suficiente para o bebê conseguir puxar um objeto na sua direção. Uma vez que tenha aprendido a pegar um brinquedo, ele começará a fazer o exercício de passar de uma mão para a outra. (Já fazes isso tudo e beliscas a mãe e arranhas e etc)

Além disso, descobrirá que deixar cair alguma coisa é tão interessante quanto pegá-la. Ao entender o conceito de causa e efeito, o mundo do seu filho ficará bem mais intrigante, e o seu, bem mais bagunçado. (Pois... atiras para o chão e a mãe lá vai buscar... :P) 

Destro ou canhoto? 

 

Ainda é cedo para saber se o seu bebê é destro ou canhoto. Nesta fase, a maior parte das crianças parece usar mais uma mão por algum tempo e depois a outra. Isso só será determinado ao certo quando ele tiver entre 2 e 3 anos. 

Mestre em rolar de um lado para o outro 

 

A maioria dos bebês já aprendeu a rolar nos dois sentidos, uma conquista que deixa todo mundo alegre: os próprios bebês e os pais. Claro que, embora divertido para o bebê, o ato traz uma preocupação extra. 

Por isso, segure bem o bebê ao trocá-lo e nunca o deixe sozinho em uma cama ou qualquer outro lugar mais alto. Se você usa um trocador em cima da cômoda, e se seu bebê for muito agitado, talvez uma alternativa seja fazer as trocas com o trocador no chão. ( Sim és o perigo em pessoa!!!)

Socializando-se 

 

Nesta fase, os bebês gostam de atenção e muitas vezes se esforçam para consegui-la. Em breve, você vai começar a notar ansiedade na presença de estranhos , mas, por enquanto, a socialização é mais generalizada: qualquer um que se aproximar do seu filho com uma expressão facial engraçada conquistará imediatamente a amizade dele. E não há motivos para ciúme, já que ele ainda precisa muito de você. ( Sim... O Tutu é muito sociável)

O bebê também está aprendendo que seu comportamento, tanto o bom como o ruim, atrai sua atenção, o que, a partir de agora e por muitos anos pela frente, levará a criança a fazer praticamente qualquer coisa para você olhar para ela. ( Sim já faz isso sim senhora!) 

Enquanto bebê, quase tudo o que ele faz é engraçadinho, mas, ao crescer, é mais provável que cometa travessuras só para ver a sua reação. Assim, é importantíssimo não esquecer de elogiar sempre o bom comportamento. (Eu elogio o bom comportamento e por vezes tenho que mostrar o que fazes de mal e tu já entendes isso!)

Uma coisa vai ficando mais clara: seu filho começa a usar outras armas além de choro para obter atenção. Ele provavelmente tentará ser notado com movimentos e barulhos. Nos próximos três meses, o bebê desenvolverá uma maneira própria de fazer com que os outros saibam o que pensa, quer e precisa. (Tens uma respiração rápida quando ficas muito aflito ou tens dorzinhas ou te sentes sózinho...)

Seu mestre mandou... 

 

Bebês de 6 meses adoram brincadeiras de imitação, especialmente envolvendo sons e linguagem. Deixe seu filho inventar e imite os sons dele. Quando for sua vez, um bom jeito de aprender brincando é fazer barulho de animais, como au-au, co-co-ri-có e piu-piu. ( A mãe e o pai fazem já muitas figuras tristes para te ver a rir!)

Vaca Mu 

 

Aos 6 meses, a criança enxerga e ouve quase tão bem como os adultos. A comunicação também está progredindo rapidamente. Nesta idade, quase metade dos bebês repete uma sílaba -- do tipo "ba", "ma", "ga" ou outra combinação de consoante com vogal -- inúmeras vezes. Alguns chegam até a dizer mais uma ou duas, tornando o som mais complexo. 

Uma boa maneira de estimular seu filho é repetir o que ele diz e fazer disso um jogo ("o carneirinho fala "béééé" ou "a vaca fala "muuuuu") ou ainda prestar atenção no que ele balbucia como se você entendesse e achasse superinteressante. O bebê também já consegue reconhecer diferentes tons e inflexões de voz e poderá até chorar se você falar com ele de forma mais ríspida. 

A risada será garantida se você colocar água em um copo e fizer bolhas com um canudinho. (Adoras ver a mãe a beber água da garrafa! Ris-te e tudo!)

Estímulo aos sentidos 

 

Seu filho usa todos os sentidos para explorar e aprender sobre o mundo. Certifique-se de ter ao redor dele diversos objetos que ele possa tocar, colocar na boca e segurar. O bebê vai adorar apertar uma bola de plástico macio, passar a mão por texturas, ouvir um barulho de sininho dentro de um bicho de pelúcia ou babar em um mordedor gelado. (Fraldas, bonecos e colher de plástico... Lá vai tudo para a tua boca!)

Hora da história 

 

A leitura em voz alta passa a ter mais valor agora, já que o bebê vai gostar de olhar para imagens de cores vivas e de se acomodar em seu colo. Em qualquer idade, a leitura é um momento prazeroso de aconchego e socialização para pais e filhos. (A mãe tem que fazer isso!)

Será que o desenvolvimento do meu filho é normal? 

 

Lembre-se, cada bebê é de um jeito e atinge certos marcos de desenvolvimento físico no seu próprio ritmo. O que apresentamos são apenas referências de etapas que seu filho tem potencial para alcançar -- se não agora, em pouco tempo. 

Caso seu filho tenha nascido prematuro, é provável que você observe que ele leva um pouco mais de tempo para fazer as mesmas coisas que outras crianças de idade similar. Não se preocupe, a maioria dos médicos avalia o desenvolvimento de um prematuro conforme a idade corrigida e acompanha seu progresso levando isso em conta. 

Em caso de dúvidas sobre o desenvolvimento do seu filho, converse com o pediatra. (Converso sempre com ela!)
 

 

Tags:

publicado às 13:07

Parabéns amori!!!!! (5 meses!!!!) E parabéns a mim!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

por thathys, em 02.03.11

publicado às 00:29

Quase nos 5 meses...

por thathys, em 19.02.11

Meu lindo,

 

Tanto para contar!!!

 

Andas a ver se te sentas... Andas a tentar te virar...

 

Já comes muito bem a papa e comes muito bem a maçã!

 

Estas a ficar um bebé muito bonito, que adora sorrir, rir e palrar... Muito palras tu!!!

 

As birras agora são de dores de dentinhos ou de muito soninho, pois queres muito estar acordado para fazeres companhia à mãe...

 

Agora a mãe conta os dias todos e aproveita muito, pois a partir de Março acabou a ramboia!

 

Por isso...

 

Não cresças muito depressa!

Tags:

publicado às 15:52


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D